Quando a arte se torna um ringue entre mestre e discípulo é hora de virar a página.

Posted on Posted in Uncategorized
Quando a arte se torna um ringue entre mestre e discípulo é hora de virar a página.
O teatro nos liberta, mas chega uma hora que temos que seguir um caminho da arte observando outras pessoas, conhecendo outras referências, largando a casa, o mestre… Às vezes, em nossas atitudes, demostramos que não precisamos mais de um mestre ou de nossos pais e que precisamos colocar em prática no mundo o que aprendemos. Percebemos que conseguimos fazer muitas coisas sem a opinião de quem se dedicou ferozmente a nos passar tudo que sabia. Isso é bom, porque assim ganhamos mais parceiros que podem contribuir e sensibilizar outras pessoas com as histórias que vivemos em casa e na arte. O mundo ganha pessoas que criam suas próprias formas de ver o mundo a partir do que adquiriu em casa e com os mestres ou ganha quando essas pessoas levam ao pé da letra o que aprenderam e com quem aprenderam. Um dia um mestre me disse que eu tinha que cortar o cordão umbilical e que estava chegando a hora. Vá meu querido e leve essa arte a ao mundo. O que você faz é um trabalho de evangelizar pessoas. Eu, Rony Morais, tenho ele até hoje como referência, sigo teoricamente os códigos de ética que ele me disse. Até hoje o consulto pedindo conselhos. Hoje no mundo da arte, nota-se quando o discípulo quer cortar o cordão, quando ele tem atitudes que muitas vezes ferem códigos de ética do artista e aí o mestre o manda embora para que ele aprenda na prática, no mundo lá fora. Acredito que assim como o respeito à família mede onde o artista irá chegar, também creio que a relação discípulo e mestre também nos revela onde ele irá chegar. Havendo respeito em qualquer dessas relações, esse artista voa. Atacando o mestre ou pais e desvalorizando o que aprendeu tem se observado um rastejar desse artista e filho na vida e no mundo da arte. Talento e disciplina são ingredientes importantes, mas humildade e respeito são alicerces para um bom artista. Sempre valorizar suas raízes e saber quem são suas referências é de vital importância para construir nossa historia com arte. Tenho um carinho e respeito grande por quem me proporcionou ser um artista hoje. Eles me presentearam dando-me possibilidade de ver o mundo com olhar diferente.
 Rony Morais – Arte Educador.
“O mundo é um imenso livro do qual aqueles que nunca saem de casa lêem apenas uma página.” Agostinho de Hipona

VarleiXavier About VarleiXavier
Professor Xavier é meu herói preferido. Sempre me senti meio mutante, perdido e deslocado, mas o teatro (essa irmandade) me salvou. Desde então, com meus poderes mentais, recruto seres especiais para cumprir minha missão: Levar encantamento ao mundo. Professor, Ator, Dramaturgo, Diretor, Contador de Histórias e Sonhador Potente.