Pesquisas do Grupo de Teatro Colibri

Posted on Posted in Grupo Colibri, Grupos

10425015_817280734976189_3910491140377783850_n

No ano de 2015 o Grupo de Teatro Colibri voltou a ativa em clima de pesquisas, com intuito de que as montagens feitas ao decorrer do ano sejam marcantes. Com o reencontro do grupo, nosso professor e diretor Rony se mostrou disposto a nos ajudar a aprender e buscar por coisas novas, benefícios que nos ajudarão na nossa caminha de atores. Em parte dessas pesquisas pudemos comparar o estudo com nossa própria vida cotidiana, aprendemos a contar a nossa vida cotidiana em forma de teatro e como demonstrar com corpo, mente e voz o a mensagem de cada personagem.

11016075_817280704976192_523894249587430029_n

Como de costume, os aquecimentos corporais não foram deixados de lado, mas a teoria em conjunto com a prática ganhou destaques nas aulas do grupo. A primeira técnica estudada foi a Comunicação,  que consistiu na enfase das palavras, o que pode mudar totalmente o sentido de uma frase, o estudo foi finalizado com pequenas cenas montadas pelos atores com o objetivo de demonstrar 55% corpo, 38% tom de voz e volume e 7% de recado. Os atores também trabalharam a enfase com a frase “Eu não estou afirmando que ela roubou o livro”

“Eu vou sonhar com essa frase” brincou a atriz Stefane Pinheiro.

Com foco na comunicação, o grupo aprendeu como é feita a identificação de três tipos de pessoas, auditiva, visual ou cinestésica no público que nos assiste, nos personagens que interpretamos e em nós mesmos. Uma pessoa visual é de certa forma grossa e direta, é como se tivesse um filme em sua cabeça e programasse todo o seu dia. Uma pessoa auditiva é fria e detalhista, ela ouve e pensa antes de falar. Já a pessoa cinestésica é a amiga de todos, que consegue se enturmar facilmente, é descontraída.  A teoria se tornou prática e, divididos em três grupos, os atores criaram cenas, em que evidenciavam em seus personagens uma dessas três características.

10801494_820557597981836_8047420195177537768_n

Uma pergunta foi instalada “Quem eu sou?”. Todo artista tem que saber das suas qualidades e limitações para, depois de desenvolver potencial encarar um novo personagem. Dando continuidade ao estudo teórico foi feito um teste de personalidade e no fim os atores montaram pequenas cenas com personagens de personalidades diversas.

O teatro não é feito apenas de falar texto, é viver e contar uma história. Por isso os atores também praticaram jogos e atividades que ajudam na construção de personagens. O grupo entrou em ação com o “jogo das velas”, o objetivo era apagar a chama da vela do outro ator. Todo personagem em cena quer alguma coisa, todo personagem tem um objetivo em cena, ele deseja algo e irá em busca. Outro exercício foi caminhar no espaço, mas o caminhar tinha diversos desafios propostos pelo diretor dentro da pesquisa da construção da personagem. Formas de andar e se comportar foram desenvolvidos no jogo com todos os atores. Ações físicas foram propostas no corporal que cada ator assumia.

Após isso, os atores juntos do diretor executaram a brincadeira/desafio da cadeira vazia, que consiste em não deixar a única pessoa sem cadeira se sentar. A atividade trabalha a conexão do atores em cena, trabalho em grupo e jogo de percepção. Com a introdução de novos alunos no grupo, foram feitas atividades para ativar a mente, um exemplo deste é a brincadeira do mata-mosca. A brincadeira se torna uma competição e qualquer paço em falso elimina o ator do jogo.

Em seguida, dando continuidade aos estudos, onde foi proposto demonstrar o LUGAR onde se passava a cena, foram dados quatro cenários e apenas um texto, sendo uma rua, um velório, uma balada e uma escola. Em dupla, os atores foram desafiados a transformar esse texto de acordo com cada local, e os outros atores deveriam se transformar em elementos ou personagens do lugar (cenário).

10386294_828456450525284_7548467359467494013_n11010989_828456057191990_7111137660468689008_n

O grupo também trabalhou com musicalidade, exercitando a voz de cada ator. Uma atividade divertida, que fez mostrar o talento oculto de alguns participantes do grupo.

Os atores do grupo, junto do diretor, também fizeram pesquisas de textos de cenas curtas e após a leitura de textos divertidos e dramáticos, os selecionados começaram a ser montados.A direção já teve foco nas cenas dos atores Victor e Rafaela, que trabalham em uma comédia que promete tirar o fôlego do público, e no drama encenado por Rafael e Roberta, um texto que deixa uma forte impressão e pode causar lágrimas. Foram dias de em que os atores desenvolveram amizade com o texto, pois na próxima semana o diretor prometeu que haverá trabalho duro para todos.

10989464_828456573858605_7359724404097626104_n 11024736_828456090525320_7070551627970311483_n

Se fosse fácil chamaria MIOJO e não TEATRO, 1, 2, 3, COLIBRI!

Por Victor Garcia

About Rony Morais
CURRICULUM RONY MORAIS Ator, Diretor de Teatro, Educador e Produtor. http://www.youtube.com/ronyator rmartescenicasempresa@gmail.com. http://www.facebook.com/ronyator - ronymorais@gmail.com Resumido e Atualizado 1. Formação Acadêmica e Titulação: Ator profissional reconhecido pelo SATED/MG - 2000 Licenciatura em Letras Literatura, Português/Inglês pela FAPAM em 2007. Cursos de Atualização em Cultura Arte e Educação pela Universidade de Itaúna /MG e ZAJO Consultoria e Comunicação, 120 h., em 2008. Pedagogia do Movimento para o Ensino da Dança (UFMG) 2009/2010 – 360 hs. 2. Atuação Profissional: Trabalha como ator profissional desde 2000. Professor Tem experiência na área de Teatro Educativo atuando com arte-educador em escolas da rede pública e em projetos voltados para regiões socialmente comprometidas em Pará de Minas/MG desde 2000. Produzindo espetáculos que já foram premiados nacionalmente. Produtor de espetáculos empresariais para Sipats em cidades mineiras como Santa Luzia, Belo Horizonte, Mateus Leme e Pará de Minas. Bailarino e diretor artístico do Grupo Corpo e Movimento desde 2008. Garoto propaganda de lojas e empresas na cidade de Pará de Minas desde 1999. Foi integrante da Cia Maracutaia de Teatro de 1999 a 2008 escrevendo, dirigindo e atuando em diversos espetáculos como “O Chá” e “Tantas Histórias” 2.1 Cursos extras: Iniciação à Prática do Canto Coral, com o Prof. Geraldo Magela Rodrigues - 13h., em 2008. Leitura com arte pelo Mercantil Cultural, Grupo Leo & Leo, 4 h., em 2006. Projeto Criança – Projeto Algar CTBC Telecom “O Teatro na Língua Portuguesa e no Fazer Artístico”, 2005/2006.- 128 h. Workshop Teatro de Formas Animadas no 3º Festival de Arte e Cultura de Pará de Minas, em 2005. Oficina de Circo pela Cia. Circo de Todo Mundo no 3º Festival de Arte e Cultura de Pará de Minas, em 2005. Oficina de Interpretação Helen Novais, no 3º Festival de Arte e Cultura de Pará de Minas, em 2005. Oficina A voz como companheira de trabalho por Janaina Pimenta, no Mercantil do Brasil Cultural, 4 h., em 2005. Cursos de Qualificação para Professores do Projeto Ações Complementares, pelo /MEC- Brasília, em 2004. Corpo-voz: Voz do Ator - 3º Congresso Nacional de Letras, Artes e Cultura, em 2010 – São João del Rei/MG Os Gêneros Multimodais e o Ensino Básico: Estruturando o Gênero Tirinha para as aulas de Lingua Materna - 3º Congresso Nacional de Letras, Artes e Cultura, em 2010 – São João del Rei/MG. 3. Atividades Extra-Acadêmicas: Criação, coordenação do Grupo Negra-Cor (desde 2006) que se propõe a criar projetos que tratem dos tópicos História da África e dos Negros no Brasil e Cultura Afro-brasileira e a História dos Povos Indígenas Brasileiros, por meio de palestras, teatro, documentários, artes plásticas e visuais. Criação, coordenação e produção dos Projetos Afro-atitude 2008 e 2009, Negroativo 2009 e Folclorear 2009, projetos político-pedagógicos, culturais e sociais que objetivam contemplar alunos do ensino infantil, médio e fundamental da rede pública em relação aos temas História da África e dos Negros no Brasil e Cultura Afro-brasileira. Apresentação do Trabalho Sobre a Casa Grande e a Senzala: Capital Cultural e a incrível Viagem pela Identidade Negra - 3º Congresso Nacional de Letras, Artes e Cultura, em 2010. ( Apresentação de experiências desenvolvidas em Pará de Minas - Afroatitude, Folclorear e Negroativo) Criação do Projeto Teatro na Educação para as escolas da rede pública de Pará de Minas/MG, 2000. 4. Oficinas Ministradas – Arte Educador: Teatro: o fazer artístico em qualquer disciplina, pela Secretaria Municipal de Educação de Pará de Minas, em 2006. Oficinas Pedagógicas, Secretaria Municipal de Educação de Pará de Minas, em 2006. Experiências e Vivências em Educação pela Secretaria Municipal de Educação de Pará de Minas. 2006 Teatro na Língua Portuguesa e no Fazer Artístico, na I Oficina Pedagógica do Ensino Fundamental, pela Secretaria Municipal de Educação de Pará de Minas, 2005. Oficina de Iniciação Teatral no 2º Festival de Arte e Cultura de Pará de Minas, em 2003. O Teatro como ferramenta do conhecimento, pela Secretaria Municipal de Educação de Pará de Minas, em 2011. 6. Exposições – Artista Plástico: 4º Salão de Artes Plásticas Jerônimo Marcuci pela Secretaria Municipal de Cultura de Pará de Minas, em 2007. 2º Salão de Artes Plásticas “Júlio Pereira”, pela Secretaria Municipal de Cultura de Pará de Minas, em 2005. Exposição Filhos da Diáspora – Livraria Sobá – Belo Horizonte - 2008 Exposição Filhos da Diáspora – UniBH – Belo Horizonte - 2008 Exposição Brasilidades Escola de Artes e Ofícios – SICA Secretaria Municipal de Cultura de Pará de Minas/2010. Exposição Ouro Negro – Fapam – Faculdade de Pará de Minas - Bandeiras de Congado – Novembro - Projetos Afro-atitude 2010 7. Prêmios: Troféus Garra Profissional na Arte Cultura em 2001 / 2007/ 2011 – Oferecido pelo Jornal Gazeta Paraminense. Melhor Ator - Festival LIQUE de Curta Teatro - 1999 Ator revelação - Prêmio Bonsucesso - 2000 (Indicação) Melhor diretor – FETO – Festival Estudantil - 2009 Melhor diretor - Festival de Cenas Curtas de Dança e Teatro de Pará de Minas/MG - Teatro - 2009 Melhor coreografia inédita - Dança - Prêmio (bailarino) (Grupo Corpo e Movimento) - 2009 Destaque no FETO - Festival Estudantil – 2012 – Imersão na proposta cênica: A Caolha (Grupo Cênico Tatu Bola – Pará de Minas/MG) e Cumplicidade e conexão o grupo: Rony Morais, diretor do Grupo Cênico Tatu Bola (Pará de Minas/MG) 8. Participações recentes: Participação no FIT 2008 – Espetáculo Objetos Voadores/2008 – Manipulador FETO – Festival Estudantil – 2009 Festival de Cenas Curtas de Dança e Teatro de Pará de Minas/MG - Teatro – 2009 – Bailarino e diretor artístico Festival de dança Missaka Academia/2010 – Bailarino e diretor artístico Abertura do Parabenjamin – Espetáculo Beija-me – Festival Mundial de Circo/ 2010 – Produtor e diretor I Simpósio de Educação FAPAM – 2010 - Ator, produtor e diretor. II Simpósio de Educação FAPAM – 2011 – Diretor (Grupo de Teatro Colibri) Participação no Festival de Arte e Cultura 2011 – Espetáculo “A Caixa Folclórica” Ator e Produtor Projeto Quinta do Riso realizado em bares na cidade de Pará de Minas durante o ano de 2011 – Ator e produtor Festival Nacional de Teatro Itaúna/MG – 2011 – Ator Fórum Mineiro de Educação – 2011 – Ator 9. Direção . O Cíncio - 2014 . Goiabas Bichadas 2014 . @romeu&julieta - 2013 . Figurantes em Hamlet – 2013 . A Caolha – 2012 . Caixa Folclórica - 2010 . Beija-me - 2009 Belo Horizonte, maio de 2014. Rony Morais RMARTESCENICAS ARTESCÊNICAS 07/10/14 para Vicente Olá Vicente , segue o que você me solicitou. Ronivaldo Morais dos Santos - Ator ( Rony Morais) Renato Alves - Técnico Rua Maria Moreira Santos 80, Recanto da Lagoa - Pará de Minas/ MG. O37 88033015 ou 031 9726 2929 Troféus Garra Profissional na Arte Cultura em 2001 / 2007/ 2011/ 2013– Oferecido pelo Jornal Gazeta Paraminense. Melhor Ator - Festival LIQUE de Curta Teatro - 1999 Ator revelação - Prêmio Bonsucesso - 2000 (Indicação) Melhor diretor – FETO – Festival Estudantil - 2009 Melhor diretor - Festival de Cenas Curtas de Dança e Teatro de Pará de Minas/MG - Teatro - 2009 Melhor coreografia inédita - Dança - Prêmio (bailarino) (Grupo Corpo e Movimento) - 2009 Destaque no FETO - Festival Estudantil – 2012 – Imersão na proposta cênica: A Caolha (Grupo Cênico Tatu Bola – Pará de Minas/MG) - Cumplicidade e conexão o grupo: Rony Morais, iretor do Grupo Cênico Tatu Bola (Pará de Minas/MG) 8. Participações recentes: Participação no FIT 2008 – Espetáculo Objetos Voadores/2008 – Manipulador FETO – Festival Estudantil – 2009 Festival de Cenas Curtas de Dança e Teatro de Pará de Minas/MG - Teatro – 2009 – Bailarino e diretor artístico Festival de dança Missaka Academia/2010 – Bailarino e diretor artístico Abertura do Parabenjamin – Espetáculo Beija-me – Festival Mundial de Circo/ 2010 – Produtor e diretor I Simpósio de Educação FAPAM – 2010 - Ator, produtor e diretor. II Simpósio de Educação FAPAM – 2011 – Diretor (Grupo de Teatro Colibri) Participação no Festival de Arte e Cultura 2011 – Espetáculo “A Caixa Folclórica” Ator e Produtor Projeto Quinta do Riso realizado em bares na cidade de Pará de Minas durante o ano de 2011 – Ator e produtor Festival Nacional de Teatro Itaúna/MG – 2011 – Ator Fórum Mineiro de Educação – 2011 – Ator 9. Direção . O Cínico - 2014 . Goiabas Bichadas 2014 .- Pará Folclórico - 2014 . @romeu&julieta - 2013 . Figurantes em Hamlet – 2013 . A Caolha – 2012 . Caixa Folclórica - 2010 . Beija-me - 2009 . .Mozart Brasileiro - 2009 Pará de Minas,outubro de 2014. Rony Morais

  • Grupo Colibri sempre trazendo uma proposta repleta de frescor, de um teatro de cores claras e vivas, dando o recado em alto e bom som. Nem preciso dizer que sou apaixonado por vocês, né? E minha paixão, como puderam notar nas frases anteriores é visual, auditiva e sinestésica. Huhauhauahuahauhau <3

  • Miguel Tescaro Fagundes

    Saudades de todos, mesmo. Dá até vontade de chorar!!!
    Continuem assim, se esforçando para realizar o trabalho com excelência profissional, mente e coração! AMO vocês.