“Os meninos vão para a Guerra” – Cia 4 Cantos – Quadra

Posted on Posted in Festival Fundação das Artes de Teatro Estudantil

Dia de apresentação do Grupo Brinquedo Torto, coração a mil, cenário no carro, integrante do grupo machucada, tensão e mais tensão. Mas era hora de acalmar um pouco o coração, deixar toda a preocupação de lado para assistir ao trabalho da Cia Quatro Cantos, da cidade de Quadra, do Célebre Bene Sullivan, figura icônica da cidade.

Quarta, 30/09 – 15h

EMEF João Inácio Soares e EE Vereador José Lopes – Quadra – SP

Cia. Teatral 4 Cantos

Espetáculo: Os Meninos Vão Para Guerra
, inspirado em “Piquenique no front” de Arrabal.

Sinopse:
No meio do colapso da guerra, dois soldados recebem a visita de seus gentis pais e de sua irmã. Entre conversas, piquenique e danças, eles se deparam com a chegada de um soldado inimigo que logo o fazem de refém, e juntos começam a se questionar sobre quem é bom e quem é ruim e isso acaba os levando a um ousado plano de colocar um fim na guerra. Mas no meio de tantos tiros e mortes, conseguirão eles cumprir o objetivo?

Tempo de duração:
40 min.

Classificação etária:
12 anos

Elenco:
Ericris Henrique, Pablo Nóbrega, Gabriel Lobo, Luan Rochel, Isabelle Luce, Luana Almeida, Cecilia Rocha, Nicole Vaz, Laura Helena Arielen Barbosa, Jennifer Chagas, Vitória de Kássia.

Ficha técnica:
Direção: Benemari Sulivan. Figurino e Cenografia: O Grupo. Sonoplastia: Leonardo Oliveira. Iluminação: João Vitor.

quadra1

Isso não é uma crítica

(É uma exaltação ao prazer de atuar)

Sobe a luz, uma trincheira no palco. Meninos guerreando, tiros, bombas e quase que pude sentir o cheiro da pólvora e da carne queimada. Cenário desolador, logo depois, chega a família, o prisioneiro e a guerra se transforma em brincadeira, jogo e junto com ele a alegria genuína que acompanha a cena.

Por que entramos em guerra? Por que brigamos? Por que lutamos? Por que fazemos tantos inimigos? Perguntas por vezes difíceis de dizer. Política, religião, conflitos étnicos, comerciais e outras várias explicações poderiam ser apresentadas. Todas elas não justificam a barbárie humana.

E enquanto os adultos guerreiam, crianças brincam. Já se soube de relatos de crianças brincando com crânios e corpos em campos de batalha por esse mundo a fora. Por que as crianças brincam? Para relacionar-se com o mundo. Dessa forma, ao falar e brincar sobre a guerra, utilizando o texto de Arrabal, a Cia Quatro Cantos, da Cidade de Quadra, encontra uma forma de se relacionar com o mundo e os conflitos nele existentes. Uma forma de também brincar com os crânios e corpos, como fazem as crianças no campo de batalha.

E se o verbo correspondente ao verbo “atuar” na língua inglesa é o mesmo que brincar, os meninos de Quadra vão para guerra brincando e no palco, apresentam tanta alegria, tanto prazer, que até a guerra, esse horror, ganha uma conotação simpática e agradável. Ponto para Quadra e seu teatro.Quisera fossem assim todas as guerras.

Conversei com Gabriel, o Soldado Prisioneiro da peça, que comentou sobre a experiência e sua paixão pelo festival.

 Depois, Marina, Lillian e Fernanda comentaram sobre o espetáculo.

VarleiXavier About VarleiXavier
Professor Xavier é meu herói preferido. Sempre me senti meio mutante, perdido e deslocado, mas o teatro (essa irmandade) me salvou. Desde então, com meus poderes mentais, recruto seres especiais para cumprir minha missão: Levar encantamento ao mundo. Professor, Ator, Dramaturgo, Diretor, Contador de Histórias e Sonhador Potente.