Os caminhos do ator

Posted on Posted in Uncategorized

Conforme prometido, retorno para este segundo semestre de 2015.
E quero começar este período falando de algo que me é muito precioso:

O CAMINHO DO SAMURAI & O CAMINHO DA GUEIXA

Nós, artistas da cena, constantemente nos encontramos perdidos. Falta-nos referência, falta-nos apoio, falta-nos exemplos… Por mais que o acesso a informação esteja facilitado nos dias de hoje, por vezes não sabemos o quê precisamos saber, nem por onde começar a pesquisar.

Devido a influência japonesa na minha formação pessoal e artística, denominei como “caminhos” uma série de pensamentos e ações que buscam guiar cada ator e cada atriz com sabedoria. “Sabedoria” no sentido de não ser disperso, não praticar atos inúteis, não gastar seu limitado tempo de vida com o desespero.

Esta filosofia de trabalho ainda não está pronta. Estou começando a refletir sobre a existência de mais um, ou dois caminhos, que pretendo revelar mais tarde…

Antes de lhes apresentar os Caminhos, quero explicar o porque dos nomes.

Samurais eram guerreiros, eram uma classe social cuja importância e relevância foi-se alterando ao longo da história. O que nos importa, é que num dado momento, os samurais se tornaram mais que “portadores de espadas”, se tornaram pessoas que seguiam um código de conduta, que buscavam uma eterna melhoria técnica, estética, espiritual… Os samurais sempre praticavam. Sempre buscavam alcançar a perfeição interior, seja no ato de atirar flechas com um arco, seja no escrever de um poema – a espada era apenas um meio para atingir seus objetivos, além de serem consideradas como a materialização de sua vontade, seu espírito Eles possuíam um senhor, alguém a quem seguiam, e a quem devotavam sua vida Tudo diante de um samurai era um bom motivo, ou um bom modo, de praticar a sua arte, de vivenciar o seu caminho.

Gueixas eram artistas. Erroneamente consideradas como prostitutas, as gueixas eram mulheres extremamente habilitadas na arte de entreter: sabiam canto, dança, música. Sabiam contar histórias, e ouvir o que seus clientes diziam. Viviam sob normas e condutas baseadas primeiramente em aulas e treinos, e apresentações públicas. Cada aparição era uma chance da gueixa firmar seu status, por isso eram excelentes conhecedoras do trato social, e cada gesto era perfeitamente estudado para conseguir o efeito desejado. Tanto o ambiente em que estivessem, quanto o complexo de casas onde moravam e se apresentavam, eram reconhecidas nomes diferentes dos habituais , pois os presentes diziam estar em outro mundo, um mundo flutuante, pois a realidade se alterava, e naquele momento se encontravam no mundo das flores do salgueiro.

Iniciarei a partir de hoje uma série de posts direcionados para o caminho do ator. Semana que vem começarei com o Caminho do Samurai.

Aguardo você aqui.

About Ronaldo Ventura
Ronaldo Ventura é um milionário excêntrico que as noites veste uma fantasia de homem morcego e combate o crime. De dia, ele dirige espetáculos e escreve peças. conheça seu trabalho em www.ronaldoventura.com