João Satelis (Trup´iê) comenta “Tudo começa pelo fim”

Posted on Posted in Uncategorized

Eu, que normalmente faço as colunas, quando chega minha apresentação, fico sem a possibilidade de enxergar o espetáculo pelas palavras e pelos olhares de um igual. Resolvi, sem pretensão, pedir ao grande João Satelis, da Trup´iê, grupo integrante deste Coletivo que é o Projeto Potência que escrevesse sobre “Tudo começa pelo fim”. Mas não pensei que o texto viria tão rápido e com uma reflexão tão profunda, feita por um garoto à beira de seus 17 anos. Atenção, lá vai o texto!

“Desde já agradeço a oportunidade de poder estar contribuindo, mesmo que de maneira singelaa a esse espetacular projeto
Começo dizendo de ”Tudo começa pelo fim”, o quão fabuloso e fantástico é esse espetáculo, me reservo em dizer que minha memória, nem minhas humildes palavras serão suficientes pra dizer o que vi, ouvi, senti, naquela tarde de quinta-feira.
É, a tal quinta-feira cinzenta que se coloriu com Trup’Iê, tinha um presente edificante ainda por vir, um trabalho dificílimo desenvolvido por artistas fantásticos em construção.
Pois bem, erros são julgados, criticados, descriminados, apontados, erros são causados, por causa de outros erros, e de outros maus bocados. O que quero dizer com isso? Sofremos as consequências de atitudes, e é só isso, ou tudo isso que se importam, não há mais como recorrer, ou explicar que a causa desses problemas, por vezes são mais devastadoras que as consequências. Enxerguei em Marta, um mundo, um mundo de sonhos, de anjos e demônios, de pluralidade de conceitos e sentimentos que são bombas na vida de um jovem, todos nós temos sonhos e ter como a realidade, o descaso, desprezo e indiferença ao seu sonho é torturante, ainda mais de pessoas tão próximas. Causas, dói, causas, dói, e as consequências, geram mais causas. Queria entender por que fazemos isso, o por quê de destruirmos as pessoas, de não entende-las, causar feridas em seus valores, e julgar suas respectivas consequências, como meros espectadores da desgraça de um sonho, que assim como todos, deveria se resumir em um só bem.
Por que nos omitimos? Como se ao fim disso, existam vencedores ou perdedores, heróis ou vilões, não somos competidores. Somos seres humano, sujeitos ao erro, sujeitos às causas, e as consequências. ATENÇÃO! Jovens, adultos, crianças, idosos, seres humanos, se ajudem, cada dia é só o começo de um recomeço, mais um dia para colocarmos nossos sonhos em evidência, em construção, mais um dia para entendermos que estamos aqui, para dividir das mesmas coisas, mas de formas diferentes, sonhos são riquezas, por que estamos falindo?
”Confessando bem
Todo mundo faz pecado
Logo assim que a missa termina
Todo mundo tem
Um primeiro namorado
Só a bailarina que não tem”
Adriana Calcanhotto
Quanto a forma desse trabalho? Artistas exemplares, Músicos excelentes, Atores fabulosos, Diretor MESTRE, Equipe fantástica, Seres Humanos melhores, Público emocionado e….
João Satelis (Trup’ Iê) GRATO!”

VarleiXavier About VarleiXavier
Professor Xavier é meu herói preferido. Sempre me senti meio mutante, perdido e deslocado, mas o teatro (essa irmandade) me salvou. Desde então, com meus poderes mentais, recruto seres especiais para cumprir minha missão: Levar encantamento ao mundo. Professor, Ator, Dramaturgo, Diretor, Contador de Histórias e Sonhador Potente.