Bate-Papo Copy-Paste #02 – Maria Joana Melo, direto de Portugal

Posted on Posted in Contra-Regra (Portugal), Entrevistas, Grupos, Novos Encontros, Potência sem Fronteiras

Às vezes eu acho que sou meio maluco. Com a transição do blog e do Podcast, Estou há dias sem parar pesquisando, lendo, criando, contatando gente. Em dois dias foi tanta gente com quem conversei que minha página do facebook deve estar querendo férias de mim. Mas eu não descanso. E quando eu durmo, eu sonho com este trabalho acontecendo. E começou a acontecer de forma bem intensa de dois dias para cá.

Na madrugada de quinta-feira, dia 08, comecei a garimpar em busca algum de Teatro Estudantil em Portugal, Angola e Moçambique. Pois se é difícil achar grupos no Brasil, para onde os motores de busca estão apontados, imagine no exterior. Quase desisti, mas lá pelas 4 da manhã, achei alguns grupos, descobri muitas coisas interessantes (vale a pena ler o post anterior clicando aqui) Fui garimpando até que encontrei contatos dos professores marcados nas fotos dos grupos. Comecei loucamente a enviar mensagens. Uma boa alma me respondeu. Lurdes Pinho, professora/diretora do Grupo de Teatro Quebra Gelo.

Expliquei sobre o Projeto Potência e nossa intenção de que cada grupo poste neste blog detalhes de seus processos de montagem. Ela se interessou pela ideia. Propus a ela uma entrevista falando sobre seu grupo e o Encontro de Teatro na Escola (ETE), e ela me indicou Maria Joana, diretora do Grupo de Teatro Contra-Regra, da cidade do Porto, lugar que sonho conhecer. Mais um contato feito. Eu como um louco, propus a entrevista e ela, simpaticíssima e talvez um pouco assustada com meu entusiasmo aceitou dizendo que daria seu melhor. E foi o máximo esse papo. Olha só:


Varlei Xavier Nogueira: (Aquela pergunta de sempre) Como surgiu o grupo na sua escola?

Maria Joana Melo: O grupo surgiu quando alguns alunos me desafiaram a criá-lo em 2004. Mas no ano anterior tinha sido criada uma disciplina curricular na área da educação artística, chamada Oficina de Teatro e Expressão Corporal, e esses alunos eram alunos dessa disciplina. Acho que foi também isso que os motivou a desafiar-me. Eu aceitei, e o grupo está de pé até hoje

Varlei Xavier Nogueira: E de lá pra cá, quais foram o trabalhos mais significativos?

3 irmãs contraregra
As três irmãs – Montagem do Grupo Contra-regra

Eu diria que a cada ano tentamos aprimorar o nosso trabalho, mas os espetáculos que nos ficaram mais marcados foram em 2005 “Sonho de uma noite de verão” de Shakespeare, que apresentamos nos jardins da nossa escola e que foi o arranque de uma nova fase no grupo, em 2008 “Três Irmãs” de Tchekhov, que conseguimos apresentar numa das salas do Teatro Nacional São João, no Porto, e em 2010 “Beijo no Asfalto” de Nelson Rodrigues, que nos apaixonou.

Varlei Xavier Nogueira: Uauuu! Nelson Rodrigues…Qual a faixa etária dos alunos?

Maria Joana Melo: Varia de ano para ano, mas temos geralmente mais alunos do secundário (14-18).Por vezes eles saem da escola, terminam os estudos secundários, entram na faculdade e vão ficando no grupo mais um ano ou dois. 

beijonoasfaltocontraregra
Beijo no Asfalto – Montagem Grupo Contra-Regra

Varlei Xavier Nogueira: É assim também aqui. E como é o Teatro Estudantil aí em Portugal? Há grupos em todas as escolas? Os grupos se conversam? Vocês têm algum tipo de apoio (da escola, do Governo)?

Maria Joana Melo: Não há grupos em todas as escolas, e é cada vez mais raro porque os apoios do governo são inexistentes, e apenas temos apoios quando as direções das escolas acreditam no valor educativo do teatro. No caso da minha, temos essa sorte, mas mesmo assim o trabalho se faz com recurso a muitas horas não pagas por parte dos profissionais que trabalhamos no grupo. Quanto a conversar, no caso da ETE, AC (ENCONTROS DE TEATRO NA ESCOLA) promovemos exatamente esse diálogo, quer com o encontro anual, quer com o grupo do facebook, quer com jornadas de trabalho entre os professores responsáveis.

Varlei Xavier Nogueira: Bem parecido com o que acontece aqui. E era isso que eu ia perguntar agora. Este projeto acontece há 30 anos? Como funciona?

Maria Joana Melo: 36 este ano!

Varlei Xavier Nogueira: Meu Deus!

Maria Joana Melo: Somos uma associação cujos associados são professores responsáveis por grupos de teatro de escola que funcionem em regime extracurricular. Começou por existir sob a forma do Encontro anual, que se faz, portanto ininterruptamente há 35 anos (este ano é o 36º). A certa altura houve necessidade de criar a associação para dar alguma cobertura legal aos encontros e facilitar os apoios aos mesmos.

Varlei Xavier Nogueira: O projeto segue exatamente o que estamos tentando fazer aqui. Durante este encontro, o que acontece?

Maria Joana Melo: Durante o encontro temos formações diversas na área do teatro, alguns grupos apresentam os seus trabalhos e fazem-se debates sobre eles, assiste-se a um espetáculo de uma companhia profissional, e convive-se muito, trocando experiências. Cada ano é uma (ou mais que uma em conjunto) escola diferente de um ponto diferente do país a organizar o encontro

Varlei Xavier Nogueira: A gente faz o mesmo. hahahahaha E vocês conseguem os apoios de que forma? Através da associação que procura patrocinadores e apoiadores?

Maria Joana Melo: Há uma comissão organizadora que em nome da escola e da associação trata de tudo para que o encontro se concretize. A associação só intervém se for necessário e no que a comissão organizadora precisar.

Varlei Xavier Nogueira: E o que você acha da possibilidade de realizar este mesmo contato com grupos brasileiros? Mesmo que inicialmente só pela internet.

É uma possibilidade que já foi discutida até na associação. Não especificamente em relação ao Brasil, mas em relação a grupos estrangeiros. Isso é muito interessante para nós. No ano passado no encontro que a Lurdes e o António (Professores de outros grupos) organizaram, como pertinho das suas localidades fica Espanha, houve um grupo espanhol que veio como grupo convidado.

E a conversa prosseguiu por um bocado de tempo. Percebi que mudam os países, mas os problemas são os mesmos, bem como as alegrias. Maria falava das dificuldades de ser realizar um encontro internacional, pois implicaria em problemas de logística. Propus que ela fosse colunista de nosso blog, coisa que já havia proposto a Lurdes, que também havia aceitado. Dessa forma, é com orgulho que comunico:

O PROJETO POTÊNCIA, PASSA A PARTIR DE AGORA A CONTAR EM SEU TIME DE AUTORES/REDATORES/COLUNISTAS DUAS PROFESSORAS DE GRUPOS DE TEATRO PORTUGUESES. ELAS CONTARÃO AQUI COMO ANDA O TRABALHO LÁ NO ALÉM MAR. FICAREMOS BABANDO DAQUI. EU JÁ ESTOU ANSIOSO POR SABER O QUE VIRÁ. MARIA JOANA JÁ ME DEU INFORMAÇÕES SOBRE A PEÇA QUE ESTREIA EM ABRIL. NÃO VOU CONTAR, SÓ VOU DIZER QUE É UM TEXTO BEM FAMOSO. FICO POR AQUI, COM FOTOS DOS JÁ TÃO QUERIDOS MENINOS DO CONTRA-REGRA.

E quem mais quiser chegar, fique à vontade. Seja do Brasil ou de qualquer canto do mundo. As fronteiras já não existem!

Evoé!

contraregra
Membros do Grupo Contra-Regra

VarleiXavier About VarleiXavier
Professor Xavier é meu herói preferido. Sempre me senti meio mutante, perdido e deslocado, mas o teatro (essa irmandade) me salvou. Desde então, com meus poderes mentais, recruto seres especiais para cumprir minha missão: Levar encantamento ao mundo. Professor, Ator, Dramaturgo, Diretor, Contador de Histórias e Sonhador Potente.